Bem vind@ ao Blog Info Dados, sua fonte de informações baseada em dados.

25 setembro, 2021

thumbnail

Patrimônio Ideal por Idade - Calculadora

Qual o patrimônio ideal para minha idade?

Essa é uma dúvida comum de quem começa a investir, e há muitas formas de se responder essa pergunta. A seguir, mostraremos uma forma simples apresentada no vídeo Qual o patrimônio ideal para minha idade do canal Info Dados, que é muito utilizada por diversos consultores financeiros, e que leva em conta a sua idade e o seu padrão de vida.

Patrimônio Ideal = Despesa Mensal x Idade x 12 x (10% ~ 15%)

Para exemplificar, imagine que uma pessoa de 21 anos tem uma despesa mensal de R$ 1.500,00, aplicando essa fórmula, teríamos:

Patrimônio Ideal = R$ 1.500,00 x 22 x 12 x (10% ~ 15%)

Patrimônio Ideal = R$ 37.800,00 ~ R$ 56.700,00

Ou seja, para uma pessoa de 21 anos que tem uma despesa mensal de R$ 1.500,00, o patrimônio ideal seria entre R$ 37.800,00 e R$ 56.700,00. É claro que para jovens de 21 anos é difícil já ter esse patrimônio, pois na média são pessoas que estão estudando ou começando na vida profissional, mas este é apenas um parâmetro de base. 

Exemplos para uma despesa mensal de R$ 3 mil

Idade Patrimônio Ideal
20 anos Entre R$ 72.000,00 e R$ 108.000,00
25 anos Entre R$ 90.000,00 e R$ 135.000,00
30 anos Entre R$ 108.000,00 e R$ 162.000,00
35 anos Entre R$ 126.000,00 e R$ 189.000,00
40 anos Entre R$ 144.000,00 e R$ 216.000,00
45 anos Entre R$ 162.000,00 e R$ 243.000,00
50 anos Entre R$ 180.000,00 e R$ 270.000,00

Temos que também levar em conta que cada pessoa está em momentos diferentes da vida, por exemplo, alguém que está estudando medicina passará muitos anos sem ganhar dinheiro, mas é provável que conseguirá compensar isso quando começar a atuar na área.

Na nossa calculadora logo abaixo você pode calcular o patrimônio ideal para sua idade. Aproveite e deixe sugestões.


Calculadora do Patrimônio Ideal por Idade

Patrimônio Ideal por Idade
Idade
R$
Patrimônio ideal
thumbnail

Calculadora do Primeiro Milhão




Quanto tenho que guardar por mês pra atingir R$ 1 milhão? Por quanto tempo?


Atingir R$ 1.000.000,00 (um milhão) em investimentos é uma cifra muito desejada por quem começa a investir. Utilize nossa calculadora para simular diferentes valores iniciais, aportes mensais e taxas de juros.
  • Aporte Inicial: é o valor total que você já tem investido, ou o valor com que você vai começar seus investimentos;
  • Aporte Mensal: é o valor que você pretende investir todo mês, quanto maior o seu aporte mensal mais rápido você chegará lá.
  • Juros ao ano: é a estimativa de juros ou rendimentos ao ano, uma sugestão é usar a taxa SELIC. Nossa calculadora irá transformar essa taxa em mensal para aplicá-la nos seus aportes e total acumulado mês a mês. Quanto maior a taxa de juros, mais rápido você chegará no seu primeiro milhão, porém, vale lembrar que investimentos com juros mais altos tendem a ter riscos maiores.
Por exemplo, se hoje você tem R$ 15.000,00 investidos, ganha R$ 3.000,00 por mês e vai guardar 20% do seu salário, ou seja, vai fazer aportes mensais de R$ 600,00, com uma taxa de 8% ao ano você chegaria ao primeiro milhão em 30 anos. 
 

Já se você tem R$ 30.000,00 investidos e vai fazer aportes mensais de R$ 980,00, com a mesma taxa de 8% ao ano você chegaria ao primeiro milhão em 24 anos. Utilize nossa calculadora para fazer suas simulações. Calculadora do Milhão

Simule abaixo quando você atingirá R$ 1 milhão

R$
R$
Juros ao ano 6%   
Data estimada para atingir 1 milhão

Evolução do patrimônio
Tempo Data Valor

24 setembro, 2021

thumbnail

Saque-aniversário FGTS - Calculadora


Calcule o saque-aniversário do FGTS

O Saque-Aniversário permite a retirada de parte do saldo da conta do FGTS, anualmente, no mês de aniversário.

A opção por Saque-Aniversário pode ser realizada no APP FGTS, no site fgts.caixa.gov.br, no Internet Banking CAIXA ou nas Agências. A migração para o Saque-Aniversário não é obrigatória. Quem não fizer a opção, permanecerá na sistemática do Saque-Rescisão.

Quem fizer a opção poderá sacar um percentual do saldo do FGTS acrescido de uma parcela adicional, anualmente, conforme tabela abaixo:

Saque Aniversário do FGTS
Limite das faixas de saldo (em R$) Alíquota Parcela Adicional (em R$)
Até 500,00 50,0% -
De 500,01 até 1.000,00 40,0% 50,00
De 1.000,01 até 5.000,00 30,0% 150,00
De 5.000,01 até 10.000,00 20,0% 650,00
De 10000,01 até 15.000,00 15,0% 1150,00
De 15.000,01 até 20.000,00 10,0% 1.900,00
Acima de 20.000,01 5,0% 2.900,00

Simule abaixo o valor que você poderá sacar.

R$
Disponível
thumbnail

5 Fases Para a Independência Financeira




Para muitas pessoas, a independência financeira é um dos maiores objetivos de vida, visto que ela é um sinônimo de liberdade. Você é considerado financeiramente independente quando sua renda passiva se iguala ou ultrapassa os custos do seu padrão de vida, de forma que você não tem mais a necessidade de vender seu tempo em troca de uma renda ativa, podendo assim se dedicar a qualquer atividade que tenha vontade. Abaixo vamos listar as principais fases até a independência financeira.


Endividado




Você está nesta fase quando gasta mais do que ganha. Infelizmente, essa é a fase mais comum a todos os brasileiros, segundo a Confederação Nacional do Comércio, cerca de 70% das famílias estavam endividadas em julho de 2021. Se a dívida for de cheque especial ou cartão de crédito então, o quadro é ainda pior dado as altas taxas de juros dessas modalidades, o que pode levar a pessoa a uma espiral cada vez maior de dívidas. Se você estiver nessa fase, tente reorganizar suas finanças e renegociar suas dívidas para sair dela o mais rápido possível. Não deixe a mágica dos juros compostos trabalharem contra você.


Escravo




Esta é a segunda fase mais comum aos brasileiros, é aquela situação onde você não é endividado, mas também sobra nada no final do mês. Normalmente as pessoas que ficam presas nesta fase aumentam o padrão de vida conforme elas têm aumentos de renda, de maneira que estão sempre vivendo no limite.

Uma técnica para sair desta fase é definir você como prioridade da sua vida, sendo assim você vai se pagar primeiro sempre que receber qualquer renda, guardando 10% do seu salário por exemplo, e depois vai viver com o restante. Ao fazer disso um hábito, você vai sempre viver um degrau abaixo da sua renda, e terá pelo menos um colchão caso fique sem ela.


Poupador




Você é poupador quando consegue frequentemente gastar menos do que ganha. Esse é o primeiro passo rumo a sua independência financeira, pois a partir deste você começa a ter um pouco mais de segurança e liberdade nas suas escolhas. Se perder o emprego, por exemplo, pode esperar um pouco mais para se recolocar naquela vaga que deseja, ou caso aconteça algum imprevisto você tem aquela reserva de emergência.

Uma vez que você se torna um poupador, o próximo passo rumo a sua independência financeira é investir seu dinheiro de forma a multiplicá-lo, ou seja, fazendo a mágica dos juros compostos trabalharem a seu favor.

Investidor 




Você é investidor quando além de gastar menos do que ganha, você faz o dinheiro poupado trabalhar para você. Investir é como plantar sementinhas e esperar a árvore crescer para te dar frutos e sombra no futuro. Quando você está colocando seu dinheiro para trabalhar, ou seja, comprando coisas que geram renda, dizemos que você está investindo em ativos. Há ativos para todos os perfis de risco, objetivos e situação atual de vida. 

Exemplos:
  • Renda fixa: 
    • Poupança
    • Tesouro Direto
    • CDB (Certificado de Depósito Bancário)
    • LC (Letra da Câmbio)
    • LCI (Letra de Crédito Imobiliário)
    • LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)
    • Debêntures
    • Fundos de renda fixa. 
  • Renda variável: 
    • Ações
    • FIIs (Fundos de Investimentos Imobiliários)
    • ETFs (Exchange Traded Funds)
    • Fundos de ações
    • Fundos multimercado

A renda fixa ainda pode ser classificada quanto ao tipo de rentabilidade:
  • Pós fixada
  • Prefixada
  • Atreladas à inflação

Financeiramente independente



Você está nesta fase quando a renda dos seus investimentos é suficiente para custear o seu padrão de vida; esta fase é o sonho de todo investidor. O sonho de não ser obrigado a vender seu tempo todos os dias, de ter a liberdade de fazer o que quiser. Nessa fase você pode deixar de trabalhar ou trabalhar no que gosta. Você pode, quem sabe, viajar o mundo, fazer trabalhos voluntários em causas humanitárias, se dedicar a sua família, ou simplesmente não fazer nada, enfim, você passa a ser dono do seu tempo.


Gostou do artigo?

Aproveite também as ferramentas do nosso blog para te auxiliar nas suas finanças e investimentos:

E aí, em qual fase você está? O que planeja fazer quando atingir a sua independência financeira?


14 setembro, 2021

thumbnail

Inflação Agosto - Estados Unidos


 
A Inflação nos Estados Unidos dá sinais de desaceleração em agosto, fechando em 0,3%, patamar menor do que os 0,5% do mês passado, e menor que os 0,4% de agosto do ano passado. Com isso, a média dos últimos 12 meses fica por volta dos 5,3%. Em agosto, o setor com a maior alta foi o de energia, puxado pela alta nos combustíveis, eletricidade e gás.

Embora essa inflação acumulada ainda seja muito alta para os padrões americanos, pois o FED (Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos) tem uma meta de 2% ao ano, essa desaceleração na subida dos preços é uma boa notícia, já que muitos produtos e commodities são cotados em dólares. Por outro lado, se a inflação do Real continuar alta enquanto a do dólar desacelera, veremos uma forte perda do Real frente ao dólar. 

Outro efeito da inflação americana abaixo do esperado é que o governo americano terá menos estímulo para subir os juros, mantendo assim os estímulos a economia a altas da bolsa americana.

Inflação Estados Unidos
Inflação nos últimos 12 meses.




01 setembro, 2021

thumbnail

Inflação em Agosto




Embora a inflação seja sentida como o aumento geral dos preços ao consumidor, ela também pode ser entendida como uma redução geral do poder de compra de uma moeda, e nesse contexto, ter investimentos que superam a inflação é essencial para quem busca manter o valor do dinheiro que consegue guardar.

Conforme visto no gráfico acima, tanto a renda fixa quanto a renda variável perderam para a inflação. Entretanto, quando investimos para o longo prazo, não devemos levar em consideração apenas um mês. Nos últimos 6 meses, por exemplo, o Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, ficou 7,95%, superando a inflação em 2,44%. Confira no gráfico abaixo:




Quando olhamos ainda o período de 1 ano a bolsa também superou a inflação, apenas a bolsa superou a inflação:




E por fim, olhando para um horizonte de 5 anos, tanto a bolsa quanto algumas classes de renda fixa superaram a inflação. Já a poupança sengue perdendo em todos esses períodos analisados:



E você, seus investimentos estão batendo a inflação? 
Será que você está pelo menos conservando o seu poder de compra?